Controles para transformar o videogame em arte

Dois projetos de design livre estão surgindo no cenário artístico internacional. O primeiro é o Ming Mecca, que consegue rodar e modificar jogos antigos de Atari como se fosse um sintetizador musical/vídeo.

mecca_splash_4

A mesa de controle permite provocar os glitches que eventualmente acontecem nos jogos antigos. Veja uma performance:

O outro projeto, feito por um dos integrantes do Ming Mecca, é o illucia, parecido, mas com menos opções e feitos para usar no computador. Uma diferença fundamental é que ele não faz o input direto analógico, mas converte do analógico para o digital, ou seja, é mais preciso.

O illucia é feito com Arduino e os games com Processing. O autor disponibiliza inclusive as instruções de como montar o seu, porém, se você quiser comprar ele está fazendo uma edição limitada de 20 peças custando 500 dólares cada. O preço é salgado, mas é uma forma interessante de sustentar um artista.

Vale à pena ver os exemplos de patches que o artista fez.

Ambos os projetos tem hardware e software livres, além da documentação do processo de design. Me lembrou o Gameshark.

Author: fred

Frederick van Amstel é um dos fundadores do Instituto Faber-Ludens, editor do blog Usabilidoido e coordenador do Living Lab Corais. Bacharel em Comunicação (UFPR) e Mestre em Tecnologia (UTFPR), Frederick vive na Holanda, onde realiza pesquisa de doutorando sobre Design Participativo (Universidade Twente). Frederick foi jurado dos concursos IF Design Awards e Peixe Grande. Prestou consultoria em Design de Interação para empresas como Electrolux, InfoGlobo, Magazine Luiza, Tramontina e Duty Free Dufry.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.